Skip to content

REGENERATIVO

Treino nesta segunda-feira foi cancelado e grupo ficou no hotel

11/10/2021 | 18h29

A comissão técnica do Vitória decidiu não levar os jogadores na tarde desta segunda-feira ao Estádio Nhozinho Santos, em São Luís, para a movimentação tática inicialmente programada.

Prevaleceu o consenso que o grupo não teve tempo suficiente para se recuperar após o esforço na partida passada. Acrescente-se o fato de a viagem para chegar a São Luís, nesta segunda-feira (11), ter sido complicada.

O Vitória deixou Salvador às 19h10 de domingo com destino ao Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Porém, após duas tentativas de aterrisagem, o avião teve a rota modificada para o Aeroporto de Guarulhos. Por causa das condições meteorológicas, o pouso em Congonhas foi desaconselhado.

Todas a logística estava pronta para receber a delegação em Congonhas e com a mudança, a delegação precisou aguardar a chegada do ônibus ao GRU Airport, em Guarulhos, para conduzir ao hotel.

A delegação se acomodou por volta da meia-noite e às 6 horas desta segunda estavam todos acordados, porque às 7 horas ocorreu a saída para o aeroporto. Às 8h20 foi iniciado o voo para São Luís e três horas e 25 minutos o desembarque no São Luís International Airport – Marechal Cunha Machado. No hotel, a delegação chegou depois das 13 horas, e após o almoço os jogadores foram descansar.

Às 17 horas, com a supervisão do técnico Wagner Lopes, o preparador físico Ednilson Sena iniciou o trabalho regenerativo, principalmente com os jogadores que estão atuando com mais frequência. Alguns completaram com corrida na esteira da academia.

“Os jogadores estão cansados e a logística para chegar até aqui foi difícil”, justificou Lopes, que apresentou um vídeo sobre o adversário.

FOTOS: Ascom/ECV