Skip to content

FESTA RUBRO-NEGRA

Vitória vence jogo final e conquista o hexacampeonato da Copa do Nordeste Sub-20

18/12/2021 | 20h56

O Vitória sagrou-se hexacampeão da Copa do Nordeste Sub-20 ao vencer o Fluminense do Piauí, por 1 a 0, gol de Alisson Santos, na decisão disputada na tarde deste sábado (18), no Estádio Governador Roberto Santos, em Salvador (BA). A partida foi decidida somente nos acréscimos e quando tudo fazia acreditar que o campeão seria definido nos pênaltis.

O placar magro fez justiça ao rubro-negro que buscou mais incessantemente o gol. O adversário piauiense, no entanto, não se limitou a ficar somente na defesa e em determinados momentos do jogo marcou a saída de bola do time do Vitória.

O Vitória foi campeão pela primeira vez em 2004 e depois levantou os troféus nos anos de 2006, 2015, 2017, 2019 e agora em 2021. Nas sete vezes em que foi finalista nas 12 edições da Copa do Nordeste perdeu somente a decisão em 2003 para o Sport Recife.

As chances no primeiro tempo foram poucas e o Vitória criou as melhores. No segundo tempo, empurrado pela torcida que compareceu em boa quantidade, o Rubro-Negro foi mais objetivo, especialmente após as alterações feitas pelo técnico Ricardo Amadeu.

Botou uma bola na trave com Alisson Santos, perdeu gols em finalizações equivocadas e, finalmente, aos 48 minutos soltou o grito de é campeão na arquibancada.

Em jogada rápida pela direita, Wilker conseguiu ganhar a disputa de bola e rolou rasteiro e na medida para Alisson Santos empurrar para as redes, cumprindo a promessa de que faria o gol do título.

COPA DO NORDESTE SUB-20 | 2021 |FINAL
Jogo único

VITÓRIA 1 X 0 FLUMINENSE/PI
Data: 18/12 – SAB
Local: Estádio Governador Roberto Santos, Salvador (BA)
Horário: 17h30
Árbitro: Fábio Augusto Santos Sá Júnior, auxiliado por Rodrigo Guimarães Pereira e Wendel Augusto Lino de Jesus Melo (trio sergipano)
Gol: Alisson Santos aos 48min do 2º tempo

VITÓRIA: Cabral; Israel, Edson (Cauê), Kayron e Ronald (Patrício); Lucas Barreto (Breno), Ruan Nascimento (Erick) e Alan Pedro; Hítalo (Charlys) e Ronaldo (Wilker). Técnico: Ricardo Amadeu.

FOTO: Jhony Pinho/CBF