Skip to content

ESTAMOS NAS OITAVAS

O Vitória foi gigante no Beira-Rio

11/06/2021 | 2h06

Uma noite inesquecível  para a gloriosa história do Vitória. O Leão se agigantou no Beira-Rio e na fria noite desta quinta-feira (10) conquistou um feito enorme: venceu o Internacional, por 3 a 1, e avançou às oitavas de final da Copa Intelbras do Brasil.

No jogo de estreia do técnico Ramon Menezes, o time teve uma atuação segura, eficiente, e construiu a vitória com gols de Samuel, Eduardo e Guilherme. Johhny descontou.

Como tinha perdido por 1 a 0 no Barradão, o Vitória precisava vencer por dois gols de diferença ou devolver o placar do jogo de ida, o que forçaria a decisão da vaga na cobrança de pênaltis.

Mas o Rubro-Negro começou surpreendendo antes mesmo de a bola rolar. O “Reizinho da Toca”, ídolo como jogador e agora no comando da equipe, decidiu pela escalação com três zagueiros. Ninguém esperava.

Com essa formação, o Vitória segurou o Inter no primeiro tempo, e ainda criou oportunidades de gols. Pena que tivesse sofrido uma baixa: o meia Soares machucou-se e acabou substituído por Guilherme.

No intervalo, Ramon Menezes abriu mão dos três zagueiros. Fez entrar David no lugar de Mateus Moraes e Fernando Neto substituiu a Ygor Catatau, desfazendo o esquema 3-5-2.

E as emoções ficaram reservadas para a etapa final. O Inter teve Pedro Henrique expulso logo nos primeiros minutos, e o Vitória passou a ter o domínio total do jogo.

Começou a garantir a classificação aos 24 minutos. Dinei recebeu passe de Roberto e soltou uma bomba que explodiu no travessão. Atento, Samuel pegou o rebote e de cabeça marcou 1 a 0. Sétimo gol do atacante e artilheiro do time na temporada.

O Inter acusou o golpe, mas não se entregou. Voltou a sonhar com a vaga aos 32 minutos, quando em cobrança de falta ensaiada, Johhny apareceu na área e completou de cabeça.

Aí, Eduardo que tinha entrado um minuto antes no lugar de Samuel, resolveu decidir. A joia revelada na base rubro-negra marcou um golaço com um chute de fora da área, acertando o ângulo superior do goleiro, aos 35 minutos.

A partida, com o placar de 2 a 1, caminhava para a decisão da vaga nos pênaltis. Só que o Vitória queria resolver logo no tempo regulamentar e cinco minutos depois, Raul Prata fez cruzamento sob medida para Guilherme testar firme e aumentar para 3 a 1.

Abatido, o Inter ainda perdeu mais um jogador expulso – Boschilia, nos acréscimos – e a festa foi rubro-negra. Que pela primeira vez venceu o time gaúcho por dois gols de diferença no Beira-Rio, e pela terceira vez elimina o adversário gaúcho para chegar às oitavas de final da Copa do Brasil.

Agora, o Vitória vai aguardar o sorteio dos jogos da oitavas de final para conhecer seu adversário.

COPA DO BRASIL | 3ª FASE
Jogo de volta

INTER 1 X 3 VITÓRIA
Data: 10/06 – QUI
Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Horário: 21h30
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima, auxiliado por Guilherme Dias Camilo e Frederico Soares Vilarinho (trio mineiro)
Gols: Samuel (VIT) aos 24min, Johhny (INT) aos 32min, Eduardo (VIT) aos 35min e Guilherme (VIT) aos 39min do 2º tempo
Cartão Amarelo: Cabral, Marcelo Alves, Pablo e Samuel (VIT)
Expulsões: Pedro Henrique e Boschilia (INT)

VITÓRIA: Lucas Arcanjo; Marcelo Alves, Wallace e Mateus Moraes (David); Raul Prata, Gabriel Bispo, Pablo (Dinei), Soares (Guilherme) e Roberto; Ygor Catatau (Fernando Neto) e Samuel (Eduardo); Técnico: Ramon Menezes.

FOTOS: Raul Pereira/ECV