Skip to content

ENTREVISTA PÓS-JOGO

Wagner afirma: “Enquanto tiver 1% de chances, vamos lutar, trabalhar”

22/11/2021 | 23h23

O Vitória veio a Maceió ciente que a missão não era fácil e dentro de campo, o CRB acabou superando o time rubro-negro. Apesar da derrota, o treinador Wagner Lopes não perde a esperança de manter o Rubro-Negro na Série B do Brasileirão em 2022.

“Enquanto tiver 1% de chances, vamos lutar, trabalhar. Se os outros times perderem, ainda tem a possibilidade de uma vitória nossa em casa. É lutar para que os resultados aconteçam e a gente fazer um bom jogo no próximo dia 28 em casa, contra o Vila Nova”, disse Wagner na coletiva pós-jogo.

A última partida contra os goianos, já garantidos na Série B em 2022, será às 16 horas de domingo. O Vitória, para se livrar do rebaixamento, terá que ganhar os três pontos e torcer pela combinação de resultados: o Londrina ao menos empatar com o Vasco em Londrina, e o Remo ser derrotado pelo Confiança em Belém.

Ocorrendo essas combinações, o Vitória alcançaria 43 pontos, Londrina chegaria a 42 e o Remo permaneceria com os atuais 42 pontos.

“Claro que a gente vai acreditar até o final. A minha obrigação é passar para o torcedor que a gente está trabalhando no limite. Estamos fazendo tudo que está ao nosso alcance para orientar da melhor maneira possível, assumir a responsabilidade. Eu sou o responsável. Então a gente busca orientar o atleta, dar todas as condições. A gente está numa situação em que precisa torcer contra, mas precisa fazer a nossa parte. O nosso discurso é esse. Buscar vencer num jogo em casa e esperar que os resultados aconteçam”, acrescenta o comandante do rubro-negro baiano.

Wagner falou um pouco sobre a atuação da equipe que, no primeiro tempo, fez uma boa apresentação e merecia melhor sorte na partida.

“No primeiro tempo, nós poderíamos ter aproveitado melhor. Atravessamos a bola na frente do gol várias vezes. Não conseguimos o timing certo para atacar a bola, fazer o gol. Tivemos o cabeceio do David, que o goleiro fez uma grande defesa. Fez outra defesa em chute do Fabinho, chute do Fernando Neto. No primeiro tempo, acredito que dominamos”.

Wagner preferiu elogiar a felicidade de Renan Bressan no primeiro gol, reconheceu a falha de marcação no segundo e disse que o terceiro já foi consequência de o Vitória ter partido com tudo em busca de marcar pela segunda vez.

“No primeiro gol, felicidade do batedor. O Bressan bateu muito bem na bola, e não tem jeito. No segundo gol que tomamos, não houve encaixe de marcação. O tripé de marcar do lado, o arremesso lateral, formaram três para dois, e não conseguimos encaixar a marcação. Depois, o cara foi feliz na finalização. Mas vejo que fizemos um bom jogo. Às vezes, falhas acabam acontecendo. Depois que você toma o segundo gol, você tem que ir para cima. Você precisa desesperadamente da partida, do resultado. Aí você acaba dando oportunidade para o adversário contra-atacar ou criar um volume maior. Nosso time foi aguerrido. Perdeu, mas perdeu lutando. Perdeu buscando. Mesmo com a entrada dos meninos, buscaram o ataque, tentaram criar situações”, finalizou.

O time será liberado no desembarque e se reapresenta quarta-feira (24) pela manhã para iniciar a preparação visando o jogo contra o Vila Nova, domingo, às 16 horas.

FOTOS: Ascom/ECV