Skip to content

ENTREVISTA/JOÃO BURSE

Técnico ressalta a participação do torcedor: "Nos apoiou até o final"

17/07/2022 | 23h32

Ao término do jogo deste domingo (17), o técnico João Burse não se conteve e juntou-se aos jogadores para agradecer à torcida. Um reconhecimento ao apoio da galera que atendeu à convocação, lotou o Barradão e fez a diferença na vitória por 1 a 0 sobre o Paysandu.

“Primeiro, agradecer ao nosso torcedor que acreditou, esteve no estádio, apoiando até o final. Acaba ajudando o atleta a continuar correndo, se dedicando. A nossa parte, a gente só pode prometer trabalho, continuar se dedicando”, disse, iniciando a entrevista coletiva pós-jogo.

Com os três pontos ganhos diante do vice-líder, o Vitória, momentaneamente, é o 9º colocado com 21 pontos ganhos – mesma pontuação do Remo (8º), cuja vantagem é no critério de gols marcados: o Rubro-Negro tem 11 e o time paraense balançou as redes adversárias 19 vezes.

“Vamos continuar com o pé no chão, jogo a jogo. Temos mais uma semana de trabalho para construir, ajustar o que não deu certo nesse jogo. Pensar no futuro, na próxima semana”, disse.

Durante a entrevista, Burse justificou o desgaste de alguns jogadores. Creditou à mudança de postura da equipe, que passou a marcar a saída de bola do Paysandu – o lance do gol ocorreu justamente da roubada de bola na saída do adversário.

“Sabíamos que essa blitz que demos no começo do segundo tempo ia gerar um desgaste físico. Fizemos o gol, e acabou que a gente teve desgaste. Fiz três substituições depois, também deixamos o Dionísio descansar mais à frente, colocando o João Pedro como volante. Que bom que temos cinco substituições para estar fazendo”.

O comandante do time rubro-negro guardou para o final da entrevista elogios ao grupo de jogadores, ressaltando a união que existe entre eles.

“O treinador não faz nada sem os atletas. Sou feliz por esse grupo, que é trabalhador, dedicado, se esforça, os companheiros que não estavam no jogo estavam no vestiário apoiando”.

FOTOS: Pietro Carpi/ECV