Skip to content

BRASILEIRO SUB-17

Frutos da estratégia usada pela categoria este ano serão colhidos num futuro breve

17/11/2020 | 10h37

Esportivamente, a campanha rubro-negra no Brasileiro Sub-17 foi modesta. O time não conseguiu avançar à segunda fase, tendo conquistado somente 2 pontos em 27 disputados. Porém, em termos da reformulação que vem sendo implementada no clube, pode ser considerada um sucesso.

Afinal, a coordenação da base e a comissão técnica da categoria tiraram bom proveito do trabalho iniciado a partir da nomeação do ex-zagueiro do clube, Emerson Melo, para a função de coordenador geral.

Com a sua chegada, o clube entrou numa profunda reformulação e, por determinação do presidente Paulo Carneiro, ocorreu a definição de um documento orientador para as categorias de base, envolvendo desde a formação da garotada, ao modelo de jogo que Bruno Pivetti introduziu no time principal.

“Finalizamos esse documento que nos dá a diretriz do DNA dos jogadores que o clube pretende formar, assim como o modelo de jogo. O início desse processo sofreu atraso em virtude da pandemia do coronavírus, já que ficamos impossibilitados de realizar as avaliações e observações de jogadores com as características que pretendemos para o clube”, explica Emerson Melo.

O Vitória entrou no Brasileiro com jogadores abaixo de 16 anos, subindo 10 deles da categoria sub-15, e na reta final da competição foram utilizados pelo menos três a cada jogo.

“Sabemos que futebol é resultado, porém, trabalhar com base o resultado é a longo prazo. Temos a certeza que estamos trilhando o caminho certo”, afirma Melo.

O coordenador cita que hoje sete jogadores do sub-17 foram alçados ao sub-20. “A importância que damos à revelação de atletas é muito grande, acima de qualquer resultado de jogo”, completa.

A estratégia vai mostrar em breve que foi inteligente oportunizar os jogadores mais novos, endossa o técnico Adolfo Teles.

“Optamos em aproveitar os jogadores com bom potencial da categoria mais nova nesta competição. O nível de competitividade foi um pouco menor, porém, temos certeza que mais na frente teremos um retorno positivo desta categoria”, afirma Adolfo Teles.