"/> ESTRUTURADO
img_6741

ESTRUTURADO

Vitória foi o quinto clube da Série A com menos atletas lesionados na temporada

22.12.2016

Entre as equipes que disputaram a Série A do Campeonato Brasileiro, o Vitória é o quinto clube que menos perdeu atletas para o Departamento Médico durante a temporada. O levantamento foi feito pelo site globoesporte.com, que considera o período entre 1º de janeiro de 2016 até esta quinta-feira, 22 de dezembro.

O Flamengo lidera o levantamento com apenas 17 “lesões” registradas no ano, seguido de Fluminense (29), Ponte Preta (32) e Chapecoense (33). O Vitória teve 35 “lesões” computadas no estudo.

O critério para inclusão de uma “lesão” no levantamento foi o jogador ter sido vetado de algum jogo pelo quadro clínico que apresentava. Isto é, a informação de que um jogador com uma gripe ou dor muscular no ombro tenha sido motivo de veto da partida seguinte do time, fez com que este dado fosse computado para este levantamento. Porém, um jogador que teve, por exemplo, um problema físico durante a semana, mas que tenha se recuperado para o jogo no fim de semana, fez com que este dado não fosse levado em consideração pela pesquisa.

“É com imensa satisfação que recebemos esses dados. Não há dúvidas de que o serviço de excelência implantado no clube na área médica está surtindo efeito. O Vitória hoje dispõe de uma equipe multidisciplinar com profissionais de alto gabarito, especializados em procedimentos em todas as áreas da cirurgia, ortopedia, fisiologia e fisioterapia, com o uso da metodologia científica. Os atletas do clube têm todo o suporte para obter o máximo desempenho e a melhor performance. Toda a equipe liderada pelo Dr. Wilson Vasconcelos merece destaque. O Vitória é um clube de vanguarda também na medicina”, comentou o recém-empossado diretor de Saúde do clube, Gilson Meirelles.

“O Vitória está colhendo esse resultado por conta da excelente estrutura de trabalho que possui. Os campos de treinamento foram completamente reformados, novos equipamentos para a recuperação dos atletas após jogos e treinos foram adquiridos e houve também investimento importante na academia. No Vitória se trabalha de forma integrada, desde o CEXPE (centro de análise de desempenho), passando por todas as áreas do departamento médico, até o treinador da equipe principal”, reforça o coordenador do departamento médico do Vitória, Wilson Vasconcelos.

Foto: Francisco Galvão/EC Vitória